terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Caros concidadãos e conterrâneos do Concelho de Armamar


Curtam e sejam amigos da vossa terra, rincão sagrado dos nossos egrégios avós.
Assim, aqui vos deixo com a fachada principal do Lar de S. José, em Vila Seca, e sede da Santa Casa de Misericórdia de Armamar, onde outrora foi o Asilo – Hospital – Creche, obra do benemérito José Rodrigues Cardoso, sendo, nessa altura, o primeiro Hospital Concelhio de Armamar e de outros lugares adjacentes fora do concelho.
Sejamos, pois, os seguidores e fiéis depositários do legado que muito custou a erguer pelos nossos antepassados.
E se o Poder Central não pode acudir a tudo e a todos, NÓS, filhos do nosso chão, tomemos nas nossas mãos os destinos da nossa identidade colectiva, em comunhão com todo o Poder Local do Concelho de Armamar – Terra de Emoções – do nosso mui querido Portugal.
José Amaral

2 comentários:

  1. Quem ama a terra onde nasceu, ama o país, ama o mundo, porque a terra onde se nasceu é a nossa raiz e a dos nossos antepassados, por isso, amar a terra é amar as pessoas.

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.