domingo, 28 de fevereiro de 2016

'Jesus também tinha dois pais'


 ‘Jesus também tinha dois pais’ é a parangona ‘pecaminosa’ contida em um cartaz do BE, acerca da adopção por casais homossexuais.
E a ‘revolta dos puros’ não se fez esperar, levando a liderança do BE a ‘confessar’ o seu ‘pesadíssimo’ erro e assaz pecadilho, ferindo a ‘fé’ de todos aqueles que nunca terão telhados de vidro, nem confissões a fazer.
Se, de facto, ‘não havia nexexidade’ para afrontar tão silenciosa gente ‘pia’, eu, considerando-me suficientemente pio perante a pia baptismal e os preceitos da Santa Madre Igreja, regozijo-me com o cartaz com a imagem de Jesus, pois, penso existirem muitos impostores passando-se por gente redentora só de fachada, mas com o coração fechado e completamente empedernido.
E, indo um pouco mais longe, acrescentarei à ‘corrosiva’ frase, que “Jesus teve e continua a ter dois pais”: o nosso Pai do Céu e o seu pai terreno – José, o carpinteiro – de carne e osso, como todos os pais do mundo em que vivemos.

José Amaral


1 comentário:

  1. De facto, senhor Amaral, há neste pobre país imensa gente tão obcecada em denunciar os pecados dos outros que nem tem tempo para rezar. Mas os responsáveis pelo cartaz também tinham obrigação de conhecer melhor o país onde vivem...

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.