terça-feira, 1 de março de 2016

A 1 DE MARÇO DE 1996, MORRE O ESCRITOR VERGÍLIO FERREIRA

Resultado de imagem para VERGÍLIO fERREIRA



A 1 de Março de 1996, morre, em Sintra, o escritor e professor de português, Vergílio António Ferreira, nascido em Melo, aldeia do concelho de Gouveia a 28 de Janeiro de 1916. Embora formado como professor de português, foi como escritor que mais se distinguiu. O seu nome continua actualmente associado à literatura através da atribuição do Prémio Vergílio Ferreira. Em 1992, foi galardoado com o Prémio Camões. A sua vasta obra, geralmente dividida em ficção (romance, conto), ensaio e diário, costuma ser agrupado em dois períodos literários: o Neorrealismo e o Existencialismo. Considera-se que Mudança, é a obra que marca a transição entre os dois períodos férteis. Vergílio Ferreira Tinha vários hobbies: pintura, futebol e xadrez. Autor, entre outras, as seguintes obras; Manhã Submersa (1954) adaptada para filme, que em 1980, o realizador Lauro António, adapta para o cinema o romance Manhã Submersa; Aparição (1959), Nítido Nulo (1971) e Conta-Corrente (1980-1988).

Tem uma biblioteca com o seu nome em Gouveia.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.