terça-feira, 1 de março de 2016

ATÉ QUANDO, CATILINA...

                                                              A BOMBAR…
O verdugo sem escrúpulos e sem vergonha, que durante quatro anos e meio  massacrou o povo para que o capital não perdesse benesses e rendimentos, mediante promessas que, como é da sua natureza, o capital nunca cumpre,dado que a sua lógica é a do máximo  lucro e falcatrua permanente, vem agora dizer que, com ele no comando, o país estaria a “bombar”…
Este execrável trambiqueiro, que mente como respira e já não diz coisa com coisa, vendo que o trabalho de sapa feito por si e pelos seus “coadjutores” no Parlamento europeu não resultou, e vendo quanto é inglório e desconfortável o papel de um líder de Oposição quando não tem argumentos sérios, um dia acusa o Governo de esbanjar aquilo que diz ser o pecúlio por si amealhado e, no dia seguinte, faz o inverso, acusando o sucessor de aumentar a austeridade e os impostos.
Como esbanjamento e austeridade são incompatíveis, a triste criatura, sempre que abre a boca, acrescenta mais um prego ao seu “esquife”, por muito acéfala que seja o tropa que o endeusa.

                                              Amândio G. Martins


2 comentários:

  1. É isso mesmo; todavia muitos que nele 'botaram', como ele 'bombaram' na desgraça colectiva que nos colocou/colocaram.

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.