sábado, 12 de março de 2016

PORQUE PROTESTAM OS SUINICULTORES

Os suinicultores protestam, mas grande informação dominante não explica bem porquê. A Política Agrícola Comum (PAC) da União europeia, (UE) sempre privilegiou os seus membros do norte e do centro. A esmagadora maioria dos apoios, destina-se às suas produções de cereais e carne de bovino. Portugal, antes da adesão, era auto-suficiente em carne de porco. Depois perdeu 25% do seu efetivo suíno e, atualmente, importamos 40% deste produto. Os nossos suinicultores têm os fatores de produção (rações, energia, etc.) mais caros, e o preço médio à produção é na Alemanha, França, Holanda, Bélgica e Espanha de 98 cêntimos o quilo, em Portugal, é 83 cêntimos. 75% desta carne é comercializada nas grandes superfícies comerciais cujos preços controlam. A agravar tudo isto, o mercado está saturado, devido à grande importação que a Rússia suspendeu em resposta ao embargo que lhe foi imposto pelos EUA , seguido pela UE. E porquê? Porque o imperialismo americano, pretende impor a sua influência também àquele grande país. É por tudo isto que a suinicultura lusa está numa profunda crise que afeta a nossa economia e põe em perigo centenas de milhar de postos de trabalho.
Francisco Ramalho

Corroios, 12 de Março de 2016

3 comentários:

  1. Toda esta informação está correcta, porque, na verdade, a UE é que, à distância, decide o que os países podem ou devem produzir, sem ter em conta o que certas decisões implicam na economia desses países, algumas vezes menos preparados. A exportação de carne e produtos porcinos portugueses está incluída na lista de produtos do embargo da UE à Rússia, e isso prejudica-nos muito, dado o valor que esses produtos têm na nossa economia. Eles decidem, muitas vezes, em cima do joelho, sem ter em conta o interesse dos países em dificuldade. São decisores que vivem à tripa forra e não se preocupam com as dificuldade que as pessoas podem atravessar. Esta União Europeia, em muitas situações, não passa de uma fachada servidora dos grandes interesses.

    ResponderEliminar
  2. Infelizmente, tem razão, amigo Tapadinhas.

    ResponderEliminar
  3. A propósito de o senhor Tapadinhas dizer que os burocratas de Bruxelas vivem à tripa forra à custa de nós todos, ocorreu-me uma polémica na área do futebol, há-de haver uma dúzia de anos, em que uma decisão da Fifa, ou da Uefa, já não recordo bem, pôs os jogadores de topo em polvorosa, tendo um francês desses de primeira linha, não lembro agora o nome, saído com este mimo: "Estes senhores vivem à custa do nosso esforço, peidam-se em lençóis de seda em hoteis de cinco estrelas e decidem sempre em nosso prejuízo"...

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.