terça-feira, 8 de março de 2016

REFLECTINDO SOBRE O DIA DE HOJE - 8 DE Março


Porque o Dia Internacional na Mulher também é isto...eu denuncio...
Não irei hoje partilhar o artigo de opinião que escrevi sobre esta temática para o Jornal Cidade de Tomar e que irá sair esta semana, porque obviamente não posso, mas fá-lo-ei quando for publicado. Assim, por ora, faço apenas uma ligeira reflexão que me atrevo a partilhar convosco, ciente que para muitos/as o dia é festa, não para esta chata vir, de novo, encher acabeça. Mas, olhem , desculpem lá mas eu sou como sou e só lê quem quer.
Morrem milhares de mulheres por ano vitimas de violência doméstica; vítimas do seu silêncio e do dos outros, vitimas do seu medo e do dos outros, do cinismo e hipocrisia de tantos. Em Portugal em 2015 morreram 29 mulheres e 39 escaparam, sabe -se lá como.
Por isso, para mim este dia tem que ser um dia de reflexão, um dia de luta , um da de denúncia.
Com todo o respeito por quem pensa de outra forma, este dia , para mim não é de festa, e de tomada de consciência, é do assumir que ser Mulher é um orgulho mas que é um projecto em construção;
é saber que existe um longo e penoso caminho a percorrer para que o que já hoje é igualdade de género na lei, mas que a realidade contraria diariamente e impunemente para os infractores que continuam de forma despudorada a discriminar o trabalho das mulheres só porque nasceram mulheres;
é gritar, se necessário for, que para ganhar o mesmo que um homem, uma mulher tem que trabalhar em média mais meses por ano que um homem;
é assumir, como dizia a grande Simone de Beauvoir, - NÃO NASCEMOS MULHERES, TORNAMO-NOS MULHERES e que essa é uma luta de todos os dias e não do dia de hoje - em casa, no trabalho, nas relações com Os outros ( afectivas ou de outra ordem ).
EU TENHO ORGULHO EM SER MULHER, mas não esqueço a luta que temos que travar diariamente para sermos respeitadas e sobretudo o esforço para cumprir o cada vez maior número de papéis que esta sociedade louca e insane que construímos no pede.
Por isso, se calhar este dia pode servir também para pararmos para pensar e criarmos prioridades, porque afinal Viver não tem que ser sinónimo de escravatura ( quantas vezes construída pelas nossas próprias mãos ).
Um enorme bem haja a todas as mulheres de verdade e às que lutam por sê-lo.
Um bem haja aos Homens que caminham ao nosso lado e não à nossa frente.
©Graça Costa

6 comentários:

  1. Pessoalmente não concordo com a instituição deste dia; direi que apenas tem finalidades comerciais, ou querendo ser mazinha discriminatórias.
    Os dias, todos os dias, são das mulheres e dos homens, quando o sabem ser e honram o corpo que “vestem”.
    Infelizmente, ainda há um longo caminho a percorrer até que saibamos caminhar lado a lado, independente das diferenças que nos distinguem mas ao mesmo tempo completam!

    ResponderEliminar
  2. pelos vistos estamos de acordo...ainda bem !!!

    ResponderEliminar
  3. Se calhar para entender uma mulher....só mesmo outra mulher!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. se calhar, apesar de ser triste se assim for.

      Eliminar
  4. feliz dia da Mulher, sobretudo para as que aderiram a este blog! Espero encontrá-las no domingo!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. estarei apenas em pensamento mas espero que tenham um dia magnifico e se lembrem desta vossa amiga .

      Eliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.