sábado, 2 de abril de 2016

Este país não é para (todos os) atletas

Já é um lugar-comum dizer-se que Portugal tem 3 F: futebol, fado e Fátima.
Este final de semana o primeiro sai mais reforçado, com a inauguração d' A Cidade do Futebol pelo presidente Marcelo Rebelo de Sousa.
Ao mesmo tempo, chegam ao aeroporto Sá Carneiro duas atletas juniores (Rita e Joana) vindas da China onde conquistaram a medalha de ouro no Campeonato do Mundo de Ginástica Acrobata! Felizes, claro, mas com um «porém», um lamento, nos lábios: vivem dificuldades familiares para poderem representar o nosso país. Os pais são obrigados a endividar-se para que as filhas continuem a praticar a modalidade. 
Enquanto que a FPF ergue uma cidade com a cedência dos terrenos do Jamor, sem dinheiros públicos e sem desvios orçamentais, o estado e a Federação Portuguesa de Ginástica não dão qualquer apoio. A FPG declarou que tem capacidade financeira apenas para suportar as despesas dos atletas seniores da seleção nacional. “Os recursos não chegam para tudo”.
Na carta que enviou ao presidente da República, o pai de uma atleta juvenil, sublinhou que os atletas juniores e juvenis  “pagaram tudo do seu bolso para irem até ao outro lado do Mundo representar com orgulho Portugal”. (Neste caso, os custos ascendem a 2200 euros).
Ainda assim, com tantas preocupações para além das únicas que deviam ter (treinar), estas ginastas portuguesas foram e conseguiram alcançar os seus objectivos. Parabéns a todos os atletas e ao seu clube Acro Clube da Maia! 
E, Professor Marcelo, não se esqueça de responder a estes pais e, acima de tudo, contribuir para a melhoria deste estado de coisas!

(no JN, 14-4-2016)

1 comentário:

  1. Alguém já escreveu que, em Portugal, aso 3 efes, se junta mais um efe de fome. Logo, hoje, Portugal, infelizmente, é o país dos 4 efes. Estas crianças e suas famílias estão no oposto à "saloiada" que foi a inauguração das novas instalações nacionais do futebol. Estas pessoas representam a singeleza e bondade da competição, mas, nos altos cargos da nação, só a vaidade e o desrespeito pelos adversários são os seus "valores". A cáfila tomou conta do poder, das nossas vidas, e é difícil destroná-la. Parabéns às miúdas, seus familiares e a todas que contribuíram para tanta glória.

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.