sábado, 2 de abril de 2016

Filantropo voluntariado e os nossos vómitos


Todos sabemos que quem vai a votos para se alcandorar em qualquer poleiro, para o desempenho de funções ao serviço da Nação, o faz no sentido de a mesma servir com toda a lealdade e dever cumprido.
Nesse sentido, foi com muito agrado que lemos na capa de uma revista que “Marcelo Rebelo de Sousa perde milhões para ser presidente”.
Por isso se queixou o “rançoso” Cavaco Silva ao ter dito que o que ganhava, enquanto PR, não dava para nada. Então, tinha razão.
Entretanto, também ouvimos Ferro Rodrigues, presidente da AR, a advogar o aumento de vencimento para os deputados – os seus meninos de estimação -, a fim de só serem arregimentados os mais bem preparados para tão ‘filantropo voluntariado’, pois os ditos cujos queimaram as pestanas e deram outros atributos pessoais nas bem frequentadas universidades de verão, tal como também não queremos que nada falte aqueles outros deputados que pediram o embargo às suas ‘miseráveis’ subvenções vitalícias.
E, após esta redacção de boas intenções, lamentações e práticas de bem servir a Pátria a troco de uma côdea e de um copo de água, os vómitos eclodidos foram tantos que entupimos as urgências dos hospitais mais próximos.
Tudo A Bem da Nação para mal dos nossos pecados.


José Amaral

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.