domingo, 10 de abril de 2016

GOVERNO DESAUTORIZA MILITARES!

A comunicação social andou toda muito entretida com as bofetadas prometidas pelo ex-ministro João Soares, e passou ao largo de uma questão muito séria e importantíssima para a autonomia das forças armadas. Trata-se da demissão do ex-Chefe do Estado Maior do Exército (CEME), resultante da "recusa da exigência feita pelo ministro da Defesa em demitir o subdirector do Colégio Militar (CM) após este assumir a exclusão de alunos homosexuais nessa escola" (sic de notícia do DN). Sendo certo que compete ao governo a "condução da política geral do país e o órgão superior da administração pública" (artº 182ª da CRP), as Forças Armadas são um importantíssimo Deparatmento do Estado, com Chefes Militares que dirigem os diferentes ramos. As referidas declarações, alegadamente polémicas, de um simples subdirector do CM, haveriam de ser investigadas pelos orgãos próprios do EME, como sempre foi norma. E através de um processo de averiguações ou de inquérito disciplinar, seriam apuradas responsabilidades, se viessem a ser comprovadas pelos orgãos internos e próprios da condição militar. Ora o ministro da Defesa, resolveu atropelar toda a cadeia de comando do EME e exigir a imediata demissão do subdirector do CM. Ao fazê-lo mostrou incompetência, e desprezo pelas Forças Armadas e pelos militares portugueses, ao não possibilitar que estes autonomamente resolvessem um problema de um dos muito departamentos do Exército. Foi a agenda do "políticamente correcto" que terá levado o governo Costa a agir com tamanha irresponsabilidade. Ainda por cima, na questão do "CM versus homosexuais", há muita ignorância e leviandade ao condenar as referidas declarações do subdirector. Eu pergunto simplesmente, está o governo disposto a ter camaratas e balneários únicos para homens e mulheres? Se ainda não existem, qual a estranheza na preocupação dos dirigentes em acautelar situações em que homens que gostam só de homens, convivam nos referidos espaços em que se expõe forçosamente a intimidade dos corpos?

2 comentários:

  1. Em anteriores governos de Portugal, alguns dos elementos que os compunham, conforme se constatou, a posteriori, eram espertos e vigaristas. Agora, estamos na fase, onde se verifica, a olho nu, alguns são incompetentes e autoritários. Como é que o Costa, que não soube ou não pode rodear-se de melhores servidores da pátria, pode levar a barca a bom porto. A coisa está feia, e o pior, é que somos literalmente todos a sofrer as consequências e eles, uma pequena parte, salvam-se sempre, porque têm imensas bóias de salvação, que, em devido tempo, nos retiraram.

    ResponderEliminar
  2. Absolutamente, caro Joaquim.Infelizmente teremos que esperar que o PCP se farte, e ponha fim a esta aventura Costista. Mas o seu ódio ao PSD-Passos Coelho é tal, que ainda irão engolir muitos sapos. Estou a ver o Costa a perguntar cândidamente: querem o PPC de volta?

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.