sexta-feira, 1 de abril de 2016

Islamizacao Ocidental

Vivemos sob uma permanente ameaça islâmica que teima em devastara Europa construida com os pilares basilares da fraternidade, liberdade e igualdade. Falamos de um determinado grupo de radicais islâmicos que não se integram nem se reveem no modo de vida libertino dos povos ocidentais.
Está muito bem patente, que os princípios defendidos pelo DAESH, são muito contrários á democracia que rege as sociedades vigentes e o quanto isso lhes causa uma enorme confusão.
Os atentados que se têm vindo a realizar mais não são do que um amedrontamento frontal ao nosso modo de vida , que segundo esses radicais, vão contra a moral e os bons costumes. Eu sei que a democracia foi abandalhada e que as regras do jogo democrático em muitos casos foram subvertidas; mas daí até nos quererem converter a uma religião e um modo de vida retrógrado, vai uma grande distância.
Está visto, que a islamizacao do ocidente é um dos pontos fundamentais e principais do "programa político " do DAESH mas o que eles jamais irão entender, é que a Europa não é um só país: é um conjunto deles, que embora falhando em aspetos essenciais no que á crise econômica diz respeito, conseguem mesmo assim unir se é dar uma cabal resposta aos radicais islâmicos .
Sei que a islamizacao éum sonho por concretizar mas ele só será levado a cabo se a Europa deixar e não me parece que isso vá acontecer.
O terrorismo deve ser combatido, de todas as formas possíveis sem nunca cair na desgraca do radicalismo que rege a vivência dos "combatentes " por uma causa.
A nossa causa chama se liberdade e essa nunca será posta em causa, só porque uns bananas islâmicos se julgam os maiores. Como dizia o humorista Ricardo Araújo Peereia, num dos mais famosos quadros dos gato fedorento " isto é um povo que só está bem a arrebentar". Pois que arrebentem com as crenças deles mas que deixem as nossas em paz.

2 comentários:

  1. O maior problema para a Europa e não só,até nem são os fanáticos criminosos islâmicos. São os que lhes deram corda para ajudarem a apoderar-se de países cujos governos não lhes obedeciam.

    ResponderEliminar
  2. O choque de culturas, valores, crenças, tem sido uma constante ao longo da historia mundial.
    A forma violenta de se tentarem impor na sociedade, também não é nova, basta vermos a historia.
    A sua notoriedade depende fortemente da sua situação financeira, depois de identificadas as suas fontes e bloqueadas, qualquer organização torna-se moribunda.

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.