quinta-feira, 21 de abril de 2016

Rimas à moda do povo


“De Espanha, nem bom vento,
nem bom casamento”.
Tal como a nossa Olivença
nunca foi sua pertença.
Ou águas vindas da raia
inundam as margens de Gaia.
Só cobiçamos seus combustíveis,
porque baratos, são apetecíveis.
José Amaral

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.