quinta-feira, 7 de abril de 2016

VOCÊS SABEM DO QUE ESTOU A FALAR

Vocês sabem do que estou a falar
Algo vai mal no seio da "família" de dirigentes do Sporting. Estamos praticamente na recta final de mais uma Liga, referente à época de 2015/16, e como tal a seis jornadas do final da mesma, e ainda com 18 pontos para serem disputados pelos três primeiros classificados, isto é, o FC Porto, Benfica e Sporting CP. E assim muita coisa ainda pode vir a acontecer e a ser alterada até ao desfecho desta Liga, e se fizer uma ante-visão de qual será o campeão, ainda é cedo de mais para se fazer previsões. Dos chamados três "grandes", e como adepto do futebol e do desporto em geral, só tenho vindo a ouvir, isto é, lido, todas as possíveis atordoadas, existentes nas mentes desses mesmos dirigentes, ávidos e sôfregos que estão em posição de virem a ser os próximos campeões, o que não acontece há precisamente 14 épocas, afirmações que sem dúvidas são impróprias por parte do "staff" leonino, pois só estes falam, desde do seu presidente, passando pelo treinador e agora veio a cena, o carismático e actualmente director geral da SAD do Sporting, senhor Octávio Machado, levantando suspeições acerca da nomeação do árbitro da Associação de Futebol de Lisboa, senhor João Capela, para o jogo da jornada 29, entre Académica e Benfica. Efectivamente o campeonato não está de maneira alguma resolvido, longe disso, pois temos os três "grandes" do futebol português ainda na luta para poderem chegar no final e poderem sorrir pela vitória. Sei, não como experiência de dirigente, que todas estas "bacoradas", fazem parte do chamado sistema e que servem para desestabilizar e fazem e são regras às vezes de próprio jogo "sujo" que algumas pessoas se servem.Quando em Fevereiro último, quando da visita do Sporting CP ao Funchal, o mesmo dirigente leonino sofreu infelizmente um AIT (acidente isquémico transitório), hipótese de um prognóstico mais delicado de "AVC", no qual então na altura, foi aconselhado pelo médico de serviço no Hospital Dr. Nélio Mendonça, a um repouso absoluto para a devida recuperação.
Como tal, aconselho o distinto dirigente leonino, e antigo jogador, Palmelão, Vitória de Setúbal e FC Porto, distinto internacional da selecção de Portugal e treinador com provas devidamente dadas, a ter as devidas precauções sobre o seu estado de saúde e não se irritar tanto, pois infelizmente eu sei do que falo e "Vocês sabem do que estou a falar".
(Texto-opinião, publicado na edição online, secção "Escrevem os Leitores" do Jornal RECORD   de 7 de Abril de 2016)
MÁRIO DA SILVA JESUS

2 comentários:

  1. Com a linguagem deste dirigente desportivo estamos a atingir o caos nas relações, quer entre as pessoas, quer entre as instituições. Punham os olhos no Dr. João Soares, ilustre ministro da Cultura, que está a fazer escola na comunicação social. A cultura da falta de educação está na moda. Para mantermos alguma dignidade temos de nos vacinar contra a peste que está implantada.

    ResponderEliminar
  2. 'Pela boca morre o peixe'. e é bem verdade. Cheira a tanta putrefacção!

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.