terça-feira, 17 de maio de 2016

Sonho de Poeta

Grita poeta, grita!
Entoa tua voz em forte som
Grita ao mundo a tua discordância
Grita o sonho do teu mundo bom!

Fá-lo com palavras penetrantes
Que destruam mentiras, ilusões!
Diz dos sonhos que tens e que são belos
Que matam injustiças e castelos
E grandezas mesquinhas e traições!

Sopra na trombeta do AMOR
Corre no vento a tua voz sublime
Vence a desfaçatez do mundo que oprime!

Corre poeta, corre!
Porque o teu estro jamais descansa
Enquanto cavalgares sobre o corcel da ESPERANÇA!


Joaquim Carreira Tapadinhas  -  Montijo

2 comentários:

  1. O poeta.grita,corre !.Mas....Calvaga na ESPERANÇA!.E quem não precisa de ESPERANÇA!!!...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado pelo comentário. O poeta é um símbolo que sonha e tem esperança. Nós, os que pensamos, sofremos e amamos, também somos poesia, por isso a esperança habita em nós.

      Eliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.