sábado, 28 de maio de 2016

FINAL DA TAÇA DE PORTUGAL DE FUTEBOL FEMININO FOI UMA BOA DIVULGAÇÃO PARA A MODALIDADE

Final da Taça de Portugal de futebol feminino foi uma boa divulgação para a modalidade
Entre muitas outras modalidades das chamadas mais "pobres" , dispersadas e praticamente ignoradas, do desporto e praticamente passadas efectivamente para um segundo plano neste País chamado Portugal, e que pouca divulgação e espaço tem tido o merecido e devido apreço e respeito, repito, por parte dos órgãos de informação de toda a nossa imprensa, tanto escrita como falada, infelizmente, entre elas, conta-se por exemplo esta modalidade, que é o futebol feminino. Contudo uma nota de realço e de apreço neste espaço para endereçar daqui os parabéns mais do que merecidos, que os desportistas, aqueles verdadeiros, temos que dar á televisão, em especial através do seu canal da TVI24, pela transmissão que nos proporcionou, do jogo da final da Taça de Portugal de Futebol Feminino, e a respectiva divulgação desta modalidade, que atrai poucos espectadores e como tal ainda está meio adormecido e pouco atractiva, cativante e atraente e que chama, assim ainda poucos espectadores a assistirem aos seus jogos. O desporto "rei", o chamado futebol, em especial o feminino, infelizmente ainda não atrai público, muito pouco aliás e são efectivamente mais os espectadores que por vezes preenchem as bancadas de um campo ou estádio, por parte dos familiares e amigos das intervenientes. E, hoje na final da Taça de Portugal de Futebol Feminino, realizada esta tarde, no mítico Estádio Nacional do Jamor, entre o Clube Futebol Benfica e o Valadares Gaia Futebol Clube, com a vitória a sorrir para as bandas da equipa do carismático e emblemático clube lisboeta o "Fó-Fó", por 2-1, conseguindo assim o seu segundo troféu pelo segundo ano consecutivo e esta tarde a assistiu-se a esta prova de aderência de espectadores que rondou pouco mais de cerca de 2500 espectadores. Com a meritória transmissão e louvável do canal da TVI 24, que deu assim um grande passo para a divulgação do futebol feminino em Portugal.


Frente a frente, duas grandes equipas, qualquer delas dignas de poderem vencer esta final, mas como sempre só uma podia sair vencedora, e a vencedora desta final da Taça de Portugal foi a campeã nacional o Clube Futebol Benfica, que na meia-final eliminou o Boavista por 3-0 e 4-0, e venceu esta prova pelo segundo ano consecutivo, contra uma digna vencida, 3º. Classificada no campeonato nacional, que foi o Valadares Gaia FC, que na outra meia-final eliminou o Estoril-Praia por 3-3 e 7-0.


De realçar o comportamento exemplar das intervenientes que não deram grande trabalho disciplinar à equipa chefiada pela árbitra Ana Aguiar. Sem dúvida que foi uma grande divulgação para o progresso do futebol feminino em Portugal e uma grande forma que o canal de televisão TVI 24, ofereceu com a sua impecável transmissão, com bons narradores, para motivar a devida divulgação desta "chamada e pobre modalidade" que é o futebol feminino e que vai sobrevivendo pela chamada carolice que alguns entusiastas da modalidade, estando a ainda a léguas de distância para ombrear , por exemplo a nível de selecção nacional com outras selecções já devidamente profissionalizadas..


(Texto-opinião, publicado na edição online, secção "Escrevem os Leitores" do Jornal  RECORD de 28 de Maio de 2016)
MÁRIO DA SILVA JESUS


Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.