terça-feira, 24 de maio de 2016

No fio da navalha

Na disputa eleitoral havida na Áustria, o bom senso dos emigrantes austríacos fez com que a extrema-direita não se alcandorasse no poder.
Uma diferença entre 49,7% e 50,3% fez com que o fio da navalha pendesse, e bem, para o ecologista Alexander van der Bellen, em detrimento - feliz para a Humanidade - do extremista Norbert Hofer.
Os austríacos que se cuidem, pois ‘milagres’ não os há todos os dias.


José Amaral

3 comentários:

  1. O perigo neste resultado é que o vencedor consegue um resultado pela tangente, quase um meio por meio. A democracia nem sempre dá os resultados que nós apreciamos. As eleições americanas, nas primárias, estão em perigo.

    ResponderEliminar
  2. Só espero/esperamos que aquela trampa não suba ao poder evitando-se assim que ele transforme o mundo num faroeste, pior do que já está.

    ResponderEliminar
  3. Muito grave. Convirá não esquecer que Hitler era austríaco!!!

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.