terça-feira, 17 de maio de 2016

PRECE de 1944

Sinceramente, não sei onde vi o nome da canção vencedora do Festival, mas pareceu-me ter lido PRECE quando o titulo certo é, e com muita lógica -1944. Hoje, li no CM uma carta do senhor Francisco Pina que também colabora neste blogue embora de forma indirecta, mas que espero que acompanhe o que aqui se escreve pois não tenho outra forma de lhe chegar. Esclareço que aprecio imenso os seus escritos, concordando ou não com ele pois muitas das vezes, embora me custe, é a pura realidade. Na opinião do senhor Pina o festival deste ano transformou-se em politiquice, que de todas as canções ganhou a pior, e termina perguntando se a NATO teve influência. Aqui chegado, dou razão a quem diz que para Salazar, "quem não era por nós era contra nós". Pelos vistos, fez escola este pensamento. Ora sendo eu um iletrado, pensava que sabia a significado da canção de José Mário Branco que diz " ...a cantiga é uma arma ...", afinal não é. Ou por outra: é, mas apenas quando nos dá jeito. Eu, que até aproveitei o programa das novas oportunidades para tirar um curso intensivo para democrata, quando leio certas coisas e depois de muito meditar para não reagir a quente, confesso que afinal o curso deve ter sido para reacionário atendendo as reações que tenho.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.