sexta-feira, 6 de maio de 2016

O CAPITALISMO DIZIMA-NOS

Os baixíssimos índices de natalidade em Portugal estiveram de novo na berra. O CDS propôs mais um debate sobre a matéria no Parlamento, onde apresentou uma série de medidas para “incentivar” os casais a terem mais filhos, assim como o PCP e o Bloco. Quem é que não sabe porque é que os portugueses  têm cada vez menos filhos? Quem é que desconhece o exército de desempregados, os salários miseráveis, a precariedade, a falta de creches acessíveis, as ameaças de não renovação de contratos a trabalhadoras em idade de procriar e mais um rol infindável de pulhices impostas pelo sistema de que o CDS é parte integrante? Quem é que não sabe que só com segurança de trabalho e salários dignos ,as pessoas se decidem pôr mais uma criança neste mundo? Portanto, a fogosa Assunção Cristas que não brinque connosco! O capitalismo atingiu a sua fase suprema, a fase monopolista, a fase mais predadora. Por isso, vai continuar a morrer mais gente que a nascer, vamos  sendo sempre menos, mas  os suficientes para mudarmos de sistema. Se não o fizermos,vejam até onde o capitalismo nos pode levar: à extinção.

1 comentário:

  1. As "preocupações" da Direita com a baixa natalidade é a mesma que usam com os professores do ensino privado que podem perder o emnprego. Com efeito, "despacharam" largos milhares deles do ensino público para a fome e tiraram a muitos milhares de famílias os apoios, mas, agora, gritam a sua porca demagogia!

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.