domingo, 22 de maio de 2016

Viva o Sporting Clube de Braga


O Sporting Clube de Braga celebrou condignamente as ‘bodas de ouro’ ao ganhar pela segunda vez a Taça de Portugal em Futebol, precisamente 50 anos depois e no mesmo dia – 22/5/1966 – 2016.
O actual vencido – o Futebol Clube do Porto – assemelha-se à Armada Invencível transformada num amontoado de destroços, sendo, pois, uma pálida imagem do que já foi.
Ao vencedor a nossa sincera homenagem, que tudo fez para celebrar e festejar condignamente a sua condição ganhadora.
Ao vencido desejamos que se levante do chão e volte aos tempos gloriosos de outrora.

José Amaral

5 comentários:

  1. Amigo Amaral - Cuidado com as precipitações não vá arranjar algum sarilho. O Sporting de Braga não quer que lhe retirem o título, sendo ele até vermelho, e o entreguem ao Sporting de Lisboa, que é verde. Parabéns aos bracarenses e nada de confusões, porque às vezes o que fica escrito tem validade. Aceite a brincadeira e receba um abraço lusitano.

    ResponderEliminar
  2. Fez ontem precisamente 50 anos, dia 22 de Maio de 1966, que o Sporting Clube de Braga, ganhou a sua 1ª. Taça de Portugal ao vencer no palco do Estádio do Nacional o Vitória de Setúbal por 1-0 golo apontado ao minuto 77 pelo argentino Manuel Perrichon. Ontem no mesmo Estádio Nacional a vitima foi o Futebol Clube do Porto, e assim a segunda Taça de Portugal, rumou até á cidade dos arcebispos...por distracção o amigo José Amaral, exaltou o feito como fosse o Sporting Clube de Portugal.
    Um abraço do,
    Mário Jesus

    ResponderEliminar
  3. Não creio que o Amigo José Amaral se tenha enganado. Não haverá aqui qualquer ironia?

    ResponderEliminar
  4. Caros Amigos, de facto foi um lapso da minha parte por causa da minha já desmiolada 'carola'. Vejam lá que já não sei copiar dos rascunhos que faço.
    Um forte abraço do amigo Zé Amaral

    ResponderEliminar
  5. Uma rectificação. O nome do marcador do golo do Sporting Clube de Braga, na final da época de 1965/66, foi Miguel Perrichon e não Manuel Perrichon, que por engano e o entusiasmo de dar a informação me levou ao erro. Como tal, as minhas desculpas a todos os interessados.
    Um abraço,
    Mário Jesus

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.