quarta-feira, 29 de junho de 2016

90 minutos, chegavam !

Um turbilhão futebolístico envolveu-nos no mês de junho e primeiros dias de Julho, com duas grandes competições, o campeonato da europa e a copa américa.

Naturalmente que a exagerada atenção da comunicação social centrou-se no euro.2016, a decorrer em França e onde participa a selecção portuguesa.

A exagerada atenção acontece, quando aos 90 minutos, onde tudo se decide, são acrescentadas horas e horas televisivas e radiofónicas, páginas e páginas de jornais generalistas e desportivos, com entrevistas e conferências de imprensa, antes e após cada jogo, a que se juntam inúmeros directos e indirectos dos imensos repórteres, mais comentadores, críticos e opinadores, a solo ou em debates mais ou menos amigáveis, e ainda a publicidade patrocinadora e aproveitadora do evento e de algumas das suas denominadas estrelas.

Dificilmente se encontrará um acontecimento que ocupe tantos meios técnicos e humanos, criando nas pessoas menos avisadas sentimentos duma falsa importância, que podem dar lugar à alienação. Tal resulta, no essencial, de interesses económicos e ideológicos do capitalismo e dos seus defensores.


O espectáculo dum jogo de futebol, para além de ter ou não qualidade, e da capacidade de realização televisiva, que tem sido excelente no caso do europeu em França, terá no resultado final um forte elemento para a sua apreciação e nível de satisfação, que sendo positivo poderá ser equivalente ao saborear dum bom prato culinário, acompanhado dum vinho de qualidade. Por isso, 90 minutos, chegavam !

2 comentários:

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.