quinta-feira, 16 de junho de 2016

Afinal, de quem é a culpa?

Acerca da ruína financeira da CGD já nem a ‘espada de Dâmocles’ se nos afigura o perigo mais iminente, uma vez que nem a nossa prosperidade aparente nos salvará deste caos financeiro.
A culpa de todos os desvarios, roubos, gestões danosas, incompetentes administradores – que nem para carroceiros serviam – na banca portuguesa deve-se unicamente aos maus e oportunistas políticos do quadrante ruinoso PS/PSD/CDS, que entregaram os destinos dos bancos nas mãos de autênticos ‘sapateiros’, que de gestão bancária nada sabiam ou sabem. Por isso, ‘quem te manda a ti sapateiro tocar rabecão, se não sabes tangê-lo’?
Todos esses ‘sapateiros’ passaram por lordes de fina casta, que saquearam - e continuam a sacar - a banca a seu favor e em benefício de amigos de estimação, em ruinosas negociatas para o comum concidadão, transformando os bancos em cavernas de bandidos de topo de gama.
Portanto, para quê mais comissões de inquérito? Prisão para todos eles, isso sim.


José Amaral

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.