quarta-feira, 29 de junho de 2016

A UNIÃO EUROPEIA DO NOSSO DESCONTENTAMENTO

Esta UE, para além de uma ínfima minoria, a nível de povos, interessará a algum? Talvez ao alemão. É verdade que uma grande percentagem dos ingleses que votaram na sua saída, fizeram-no por motivos xenófobos relacionados com os emigrantes,acentuados agora com as novas vagas deles provenientes da Síria, do Iraque, da Líbia. Mas até aí os britânicos têm culpas no cartório, porque com a França, arrasaram este ultimo país, transformando-o num caos e pasto para fanáticos criminosos, com o DAESH. Portanto, referindo-me apenas a Portugal e como exemplo, os motivos do nosso descontentamento para com a UE, são diferentes. Têm a ver com a exploração e com a ingerência a que temos sido submetidos. Têm a ver com o equívoco que é esta UE. Quando o BCE empresta dinheiro a bancos a 2%, que depois o emprestam a estados-membros como o nosso a 8, o que nos obriga a pagar milhares de milhões só em juros, quando esta UE, dita regras em relação a leis laborais, ordenado mínimo, financiamento a empresas publicas, etc., quando esta UE, é responsável pelo desaparecimento da nossa industria pesada, da nossa frota pesqueira e da nossa agriculta, o que é que tem de união? Deu-nos muita coisa? Pois deu! Deu muitos milhões que foram parar aos bolsos de meia dúzia, deu-nos auto-estradas que temos de pagar, deu-nos rotundas, e deu-nos a única coisa útil: alguns pavilhões gimno-desportivos. O balanço é altamente negativo, e continua a chantagear-nos e a ameaçar-nos com sanções! Portanto,a esta UE que nos explora e nos humilha, devemos dizer, Não!
Francisco Ramalho

Corroios, 29 de Junho de 2016

Hoje, 1/7, no DN

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.