terça-feira, 7 de junho de 2016

Central nuclear de Almaraz é bomba relógio


Portugal não tem nenhuma central nuclear, existindo uma a cerca de 100 km da fronteira – a central nuclear de Almaraz (Espanha) que é refrigerada pelas águas do rio Tejo. Funciona desde 1983 e nos últimos anos já se contabilizaram mais de 50 incidentes! Como: Falhas de funcionamento das válvulas e nas turbo bombas responsáveis por levarem a água ao circuito de geradores; Anomalias nas condutas anti-inundações dos reatores, deixando-os não totalmente estanques; Fuga de água radioativa que obrigou à evacuação de 100 trabalhadores! A central não é fiável e a cada ano que passa o risco grave – é iminente. O ‘El País’informa que o Conselho de Segurança nuclear espanhol dá o alarme na opinião pública. Cá, especialistas consideram que este engenho, com tecnologias obsoletas, deve ser desactivado com urgência. Incidentes descontrolados terão consequências desastrosas (mortíferas) para as populações, para a actividade económica e para o rio Tejo. Deveria ter sido encerrada em 2010, mas tem licença até 2020(!). Razões economicistas do governo espanhol para prolongar a central nuclear são mais importantes do que o rio Tejo, a vida económica, o ambiente e as populações ibéricas. Este latente perigo, deixará de o ser quando houver vítimas em Espanha e Portugal?

                                    artigo de opinião de   Vítor Colaço Santos


Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.