quarta-feira, 15 de junho de 2016

Estágios Profissionais : Uma opção ou moda?

Sabemos que o competitivo mundo do trabalho leva-nos a tecer furtadas considerações que nos remetem para uma tendência que está em crescendo e que de opção de enriquecimento pessoal , curricular e profissional, se vai tornando aos poucos numa moda que desvirtua qualquer sentido prático e de utilidade laboral.
Os estágios profissionais são na maioria dos casos úteis quando á experiência primária com o mundo do trabalho se aliam competências técnicas, linguísticas e se projeta o conhecimento através das ferramentas práticas de um quotidiano exigente mas salutar. Já quando os estágios viram moda tornam-se uma espécie de "enchido" que só irá servir para colocar mais palavras num CV.
O que tem de ser entendido neste campo, é que os estágios profissionais possibilitam o contacto com diversas realidades , fluindo a polivalencia presente nas mais diversas tarefas levadas a cabo no seio de uma organização ; toda esta panoplia de oportunidades radica numa premissa base : a de que os estágios profissionais são de facto uma extrema utilidade se acrescentar valor ao potencial demonstrado pelo candidato mas também se a empresa que usufrui dessas competências souber gerir de forma sensata o programa contratual celebrado com o estagiário, aproveitando todas as soft skills e providenciando um quadro referencial de formação empresarial., visando contribuir para o crescimento pessoal e profissional do colaborador.
Os estágios devem ser levadas mais a sério, quer pela entidade empresarial , quer pelo candidato a estágio pois ambos só têm a ganhar com esta  troca de saberes.
A moda dos estágios tem de ser redefinida , voltando a transformar esta ferramenta de trabalho , em algo verdadeiramente importante pois só assim a sociedade cresce e se desenvolve .
Para mim, os estágios profissionais devem continuar a ser sempre uma opção e não uma moda pois se isto for banalizado , corremos o risco de também ridicularizar o esforço , o empenho e a dedicação a uma causa nobre como o trabalho.
Desbaratar esta ferramenta , é o mesmo que colocar em causa todo um futuro para o qual se trabalhou.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.