sexta-feira, 17 de junho de 2016

UM SILÊNCIO ASSUSTADOR


Com a Europa distraída com o Euro/16 e sob o total silêncio dos media dominantes, estão a decorrer as maiores manobras militares da NATO na Europa de Leste. Trata-se da denominada Operação Anaconda. 35 mil homens em armas, equipados com os mais sofisticados e destruidores engenhos bélicos, às portas da Rússia, numa operação em tenaz (daí a designação Anaconda. A serpente gigantesca que abraça até à morte as suas vítimas) ao enclave russo de Kalinegrado. Participam também tropas de países da região como a Polónia, Republica Checa e Hungria agora membros daquela aliança militar. Recorde-se que a antiga Federação Jugoslava recusou-se a integrá-la. Belgrado foi bombardeada e desfeita a Federação. Daí para cá, o numero de países membros da NATO duplicou. Isto, apesar do que lhe deu origem, (em teoria) o Pacto de Varsóvia, já não existir.
Portanto, trata-se de uma claríssima provocação à Rússia. São jogos de guerra que põem em perigo a paz mundial. A propósito, reafirmo que nada me diz o regime da Rússia e o dos que mandam na NATO. Trata-se de capitalismo puro e duro. Também o era o da Alemanha nazi, e também por pretender dominar o mundo, deu no que deu. Mas agora, com o gigantesco potencial atómico bilateral, evidentemente que pode dar muitíssimo pior. Pode dar o apocalipse.
Francisco Ramalho
Corroios, 17 de Junho de 2016


Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.