segunda-feira, 11 de julho de 2016

"A Tomada de Posse"

Agora que terminou o Euro 2016 do chuto na bola, com equipas que desfilaram a sua carteira de milhões gastos com os seus elementos, esperemos que o Senhor Marcelo Rebelo de Sousa, tome posse no cargo para que foi eleito e pare de andar pelas aldeias armado em roberto de feira. Já é tempo de deixar em pista o Falcon, e regressar ao trabalho com concentração e sabedoria. Com grande paixão ou igual paixão com que se apoiou a Selecção das Quinas, por toda a França de Holland e levando pela mão ou por arrasto, o 1º ministro da Nação. É provável que tenhamos tirado desse passatempo, algum lucro, mas duvidamos que só o levantar e descer da aero nave presidencial, gaste em combustível o equivalente a meia nação a andar de BMW. Talvez que nem todos reprovem tal ou tais atitudes que se confundem com apoios a qualquer coisa, que dela saiam dividendos e encha os ex-cofres da Maria Luís. A Maria Albuquerque que disse que com ela a governar as finanças, o país não sofreria sanções da Comissão Europeia. E eu agora estou tentado a acreditar nela, pois ela não cederia as verbas necessárias para atestar o tanque de gasolina extra super aditivada, do Falcon, para que Marcelo andasse por aí a voar como o Ronaldo voa para o golo e voa de seguida para Marrocos. Mas essa despesa do craque sai-lhe do bolso e para seu próprio gozo. Já a do "futuro Presidente, que tomará posse por estes dias", e a começar nesta 2ª feira, pensamos nós, já corre o risco de ser paga(embora ele tenha dito que não) por todos os entusiastas ainda de camiseta lusa enfiada até aos olhos, e os que assistimos aos engraçados bonecos, que andam de feira em feira metidos numa casota verde e vermelha, a fazer de pequeno palco de um teatro diminuto. Os robertos já tiveram melhores dias e o seu regresso não está previsto e em força, como deve estar a tomada de posse a sério, do Presidente da República eleito!


Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.