terça-feira, 5 de julho de 2016

Não falar a uma só voz

Desde a ameaça latente sobre Portugal, referente às contas e compromissos reportados ao Governo de Passos Coelho, passando pelo ‘amigo’ Wolfgang Schauble, que disse ao mundo que Portugal iria pedir um segundo resgate, temos agora a ex-Ministra das Finanças e actual vice-presidente do PSD - completamente mancomunada com toda a má elite política externa, que muito mal deseja ao nosso país – dizer que Portugal não seria sancionado pelo défice excessivo de 2015, se ainda fosse ministra das Finanças.
Entretanto, o ex-PM Passos Coelho também não se cansa de afirmar que a ‘sua estranja amiga’ duvida de Portugal, enquanto Assunção Cristas, a ‘piedosa’, pede a Juncker para não aplicar sanções.
Com gente assim vivendo intramuros já não precisamos de inimigos externos; eles vivem junto de nós.

nota - publicado no jornal PÚBLICO, de 6/7.

José Amaral

1 comentário:

  1. O que amigo Amaral aqui escreve é uma verdade, que nós, cidadãos normais, sentimos e vemos à vista desarmada. Como é que esta gente que nos governou, quer prejudicar tanto o país, só porque não estão eles e os amigos no governo. Isto é lamentável, mas, para nosso desconforto, é a realidade.

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.