domingo, 21 de agosto de 2016

A MULTIDÃO QUE EMPURRA

Porquê o seguir sozinho? Porquê o só comunicar com a família, com amigos e conhecidos, porquê o fechar-se no grupo? Porquê a multidão que se empurra, que se acotovela para conseguir lugar no metro, porquê a corrida, ignorando o parceiro do lado? Porque não o diálogo com o desconhecido na praça pública? Porque não Sócrates? Porque não a fraternidade? Porque não a liberdade? Porque não a festa?

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.