domingo, 21 de agosto de 2016

ANGOLA INDIGESTA



Angola sempre “mexeu” muito com Portugal. Durante séculos, foi um maná para uma minoria lusa e o opróbrio para o seu povo. Primeiro, foi a escravatura oficial,depois a chibata até à descolonização. Esta, custou 3.455 mortos ao povo de cá, mais milhares de estropiados, e muitos mais mortos e estropiados ao de lá. Depois, a guerra fratricida. As perspetivas de uma vida digna que com o seu fim se abriram para aquele povo, tardam em concretizar-se. Os vencedores, o atual Poder, desiludiu. Das imensas potencialidades daquele vasto território, quase só o petróleo e os diamantes foram explorados, e o seu produto não beneficiou todos. Muito longe disso! Como se sabe, boa parte deste país, é comprado por esse produto. Mas, como se costuma dizer, ainda podia ou pode ser pior. Portanto, por isso, e com perspetivas diferentes, é que foram todos (com exceção do BE que nunca perde o ensejo de navegar oportunisticamente a crista da onda) ao congresso do MPLA.
Angola, continua um fruto extremamente apetecível para todos. Tarda é em amadurecer. E assim, torna-se indigesto para alguns.
Francisco Ramalho

Corroios, 21 de Agosto de 2016

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.