segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Centro cultural por acabar vai a leilão

Com este título, acima epigrafado, acabamos de saber que o futuro Centro Cultural de Gaia foi pela sarjeta abaixo.
O imóvel, no espaço da antiga Real Companhia Velha, é pertença de vários interesses financeiros, pelo que a embrulhada é tanta que nem o Marquês de Pombal saberia resolver tal interesseira delimitação.

José Amaral


2 comentários:

  1. Mais um negócio da era da presidência de Luís Filipe Menezes (PSD) em V.N.Gaia, que exigia explicação clara e talvez investigação... o actual presidente Vítor Rodrigues (PS), terá também feito acordo para tentar desbloquear as obras de santa engrácia, mas pelos vistos ficou em águas de bacalhau...

    ResponderEliminar
  2. Embora não seja possível chamar o Marquês, estou convencido que ele, com o seu feitio e destemor, resolveria o assunto. Quem, na época, enfrentou a Ordem de Jesus seria capaz de enfrentar todos os poderes, tanto mais tratando-se da Cultura e do espaço de uma companhia de vinho do Porto, áreas que ele dominou com energia. Era preciso que o espírito do Marquês viesse cá abaixo outra vez. Mas isso era um milagre, e de milagres só as crianças e os inocentes são testemunhas.

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.