terça-feira, 2 de agosto de 2016

O sol quando nasceu era para todos; agora vai pagar imposto!

A imaginação realmente não tem limites quando se trate de dinheiro fácil, porque o difícil demora mais a pensar. Isto de se lançarem ideias sem o nome do autor é perigoso e sujeito a plágio. E eu por acaso gostaria de saber quem foi o idiota (leia-se pessoa com ideias interessantes) que pensou em cobrar o sol que por acaso é de todos nós. A experiência de vida, o peso da idade dá para muitas coisas: para se ser imbecil, mas também para evitar a imbecilidade. Esta iniciativa tem todo o ar de vir de pessoa, ou jovem ou paraquedista que “dista” não percebe nada e que quer apresentar serviço. E sobra-me uma curiosidade: todos aqueles que moram em barracas a céu aberto, a enriquecer diariamente à custa do sol, também vão pagar mais, ou tem um descontosinho quando a chuva vier e levar tudo na enxurrada?

2 comentários:

  1. Este país começa a ser governado por parvos, ou, nós, só agora nos estamos a aperceber dessa situação. Para além de ridículo que em si encerra, esta lei é mais uma forma de espoliar quem tem casa própria. O Estado, apropriou-se das propriedades privadas sem pagar indemnizações de expropriação, começando a cobrar taxas de IMI, que são autenticas rendas. Sucede ainda que as casas que não se consegue alugar ou estão em degradação pagam o triplo de IMI como castigo ao proprietário. Eu e meus irmãos possuímos uma casa herdada, que paga hoje anualmente de IMI, três vezes o seu preço de aquisição que foi pago pelos nossos pais. O IMI, ou é um roubo ou uma expropriação disfarçada, mas para pior, porque a conservação é sempre por conta do proprietário. O descaramento está à solta, mas o poder político apoderou-se da sua exploração.

    ResponderEliminar
  2. Eu acho que fomos sempre governados por parvos, mas davam menos nas vistas.
    E a ideia é mesmo imbecil porque as autarquias que já não dão conta de tanto património degradado querem-se candidatar a mais imóveis por falta de pagamento do IMI e com todos os encargos burocratas… ou será que é para oferecer mais tarde aos “amigos” por tuta e meia?

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.