sábado, 10 de setembro de 2016

BRUTALIDADE QUE NÃO DEVE FICAR IMPUNE



Os comandos, tal como os fuzileiros especiais e os paraquedistas, são tropas de elite cuja preparação tem que ser dura. Mas daí à brutalidade de submetem os jovens a exercícios tão violentos ainda por cima agravados, ao que consta, pelo calor intenso até à morte, vai uma grande distância. Está a decorrer um inquérito, mas é mais que previsível ser isso o que provocou esta tragédia. O responsável ou responsáveis pela morte dos dois malogrados jovens recrutas, não deve ficar impune. Além disso, felizmente, não estamos em guerra nem tal se prevê. Ou o nosso compromisso com a NATO, cujos mandões, os capatazes do mundo,que desencadeiam guerras imperialistas do seu interesse, justificam tais sacrifícios? Não bastam já os milhões de vítimas e refugiados do Afeganistão, Iraque, Líbia, Síria? Aliás, até ao arrepio da nossa Constituição que preconiza o desmantelamento de todos os blocos político- militares, a não ingerência e uma relação amistosa com todos os povos e Estados.
Francisco Ramalho

Corroios, 10 de Setembro de 2016

Publicado hoje, 14/9, no DN com o título " Tropas de Elite"

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.