segunda-feira, 3 de outubro de 2016

Cavaco e a fraude com o IMI


Foi criada por mim uma petição visando pôr vergonha na cara de quem não a tem.

ASSINEM !!!

DIVULGUEM !!!

O link para a petição --> http://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=PT83198

O texto da petição:

A Constituição Portuguesa é bem clara no seu artigo 13, do Princípio da igualdade, quando afirma que : 

1. Todos os cidadãos têm a mesma dignidade social e são iguais perante a lei. 
2. Ninguém pode ser privilegiado, beneficiado, prejudicado, privado de qualquer direito ou isento de qualquer dever em razão de ascendência, sexo, raça, língua, território de origem, religião, convicções políticas ou ideológicas, instrução, situação económica, condição social ou orientação sexual. 

O Ministério Público é igualmente claro nos princípios que enuncia, quando afirma que tem por finalidade a garantia de igualdade perante o direito, e o rigoroso cumprimento das leis à luz dos princípios democráticos. 

O cidadão Anibal Cavaco Silva deu dados falsos às Finanças, o que lhe permitiu pagar menos impostos que os devidos durante 15 anos. 
O cidadão prevaricou. 
O cidadão cometeu um crime, ao prestar informações falsas visando ganho financeiro. 
O cidadão deve ser tratado como qualquer outro nas mesmas circunstâncias, se a igualdade realmente existe, e se as leis são mesmo para cumprir da mesma forma e por todos. 

Vêm assim os signatários requerer ao Ministério Público e ao Ministério da Justiça que sejam abertos os necessários e devidos processos para processar e julgar o cidadão Anibal Cavaco Silva pelo crime cometido. 

1 comentário:

  1. Foi uma infelicidade para Portugal ter este político em altos cargos. Contudo, aves destas com plumas falsas enxameiam o nosso espaço político e económico. Mas a covardia é alimento que não me atrai. Era valentia atacar este subproduto quando tinha poder. Agora que caiu, não há miserável de espírito que não lhe queira bater. Não é correcta, nem merecedora de respeito, a acção de dar pontapés num burro caído, quando se tem a certeza que ele já não pode dar coice. Não! Não vou por aí, como disse José Régio. Lamento a miséria de espírito que frutificou em Portugal. Perseguir é os que ainda têm o poder e nos amesquinham diariamente. Isso sim, é de homem!

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.