quinta-feira, 27 de outubro de 2016

MORREU JOÃO LOBO ANTUNES


Resultado de imagem para JOÃO LOBO ANTUNES
O neurocirurgião João Lobo Antunes morreu esta quinta-feira, aos 72 anos, vítima de doença prolongada. João Lobo Antunes, presidia ao Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida, cargo que deixou de exercer em Junho de 2015, por já estar com a saúde debilitada. O neurocirurgião, que foi professor na Faculdade de Medicina de Lisboa, deixa quatro filhas (a mais conhecida é a actriz Paula Lobo Antunes, casada com o actor Jorge Corrula) e oito netos. João Lobo Antunes nasceu em 1944 e, para além do nome do pai, herdou também a vocação: licenciou-se em Medicina pela Universidade de Lisboa em 1968. O pai, também neurologista, colaborou com Egas Moniz, facto nunca esquecido por Lobo Antunes e que o levou a publicar uma biografia do Nobel da Medicina português. Com uma carreira que se estendeu por mais de 50 anos, especializou-se em neurocirurgia nos Estados Unidos, tendo trabalhado no Instituto Neurológico da Universidade de Columbia, em Nova Iorque. Regressa a Portugal em 1984, passando a dirigir o serviço de neurocirurgia do Hospital de Santa Maria, em Lisboa. Foi mandatário das candidaturas de Jorge Sampaio e Cavaco Silva à Presidência da República e ainda membro do Conselho de Estado até ao início de 2016. O neurocirurgião dedicou-se principalmente ao estudo do hipotálamo e da hipófise. No ano passado, foi-lhe atribuído o Prémio Nacional de Saúde 2015, altura em que foi recordado como o primeiro médico da história a implantar um olho electrónico num cego, um implante que desde então já foi feito em 15 invisuais, permitindo-lhes ver algumas formas e distinguir certas cores. No último dia de 25 de Abril recebeu das mãos do Presidente da República a Grã-Cruz da Ordem da Liberdade. Já antes tinha recebido a Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique e a Grã-Cruz da Ordem Militar de Sant'Iágua de Espada. Depois de agraciado em 1996 com Prémio Pessoa, recebeu em 2003 a Medalha de Ouro de mérito do Ministério da Saúde e em 2013 o Prémio da Universidade de Lisboa. Foi Vice-Presidente para a Europa do World Federation of Neurosurgical Society (1990), Presidente da Sociedade Europeia de Neurocirurgia (1999-2003), do Conselho Superior de Ciência, Tecnologia e Inovação (2003-2006), da Sociedade de Ciências Médicas de Lisboa e da Academia Portuguesa de Medicina e Professor Convidado da Universidade de Pequim. Irmão de António Lobo Antunes também tinha paixão pelos livros Tal como o irmão mais velho, o celebrado escritor português António Lobo Antunes, João Lobo Antunes nutria grande gosto pela literatura. Publicou em finais de 2015 o último livro de ensaios, 'Ouvir com Outros Olhos', e trabalhava agora num livro de memórias. Foi sempre um aluno exemplar e dizia-se exigente consigo próprio e prefeccionista. Para além da neurocirurgia, deixa reflexões sobre a Medicina e sobre a natureza humana. 

NOTÍCIA DE ÚLTIMA HORA: BASEADA NA INFORMAÇÃO ONLINE DO CORREIO DA MANHÃ DE; 27 DE OUTUBRO DE 2016 PELAS 16h00



2 comentários:

  1. Sinceramente, é uma grande pena. Um homem cheio de valor, cultura e humanismo...soube agora pelo Mário...
    obrigada

    ResponderEliminar
  2. Infelizmente, os bons, os sábios, os cientistas, os que vieram ao 'nosso' mundo para semear o bem sem olhar a quem, também passam para além da porta que os leva até à ETERNIDADE.

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.