quinta-feira, 6 de outubro de 2016

O Editor e o Leitor

Quando me preparava para escrever qualquer coisa sobre o nacional-porreirismo em que se encontra o país, em cima deste 5 de outubro, com inaugurações brilhantes, nomeações bombásticas para altos cargos das nações desunidas, e discursos de enaltecimento aos grandes valores pátrios do povo luso, condecorações, tudo fruto da nossa inteligência, eis que leio o artigo maravilhoso na página 2 no JN, do editor-executivo, Rafael, e apagam-se-me as ideias. Reparei ainda que fiquei sem a bandeirinha do meu clube com que eu aperto a gola, quando a luz foi-se abaixo. Fiquei completamente às escuras e entalado. Quando quis saber porquê, reparei que não tinha pago os dois últimos recibos à EDP. Nem sei como é que esta empresa que está na posse de quem tem os olhos semicerrados, consegue fazer um MAAT, com caloteiros como eu . Será por fazer muitos xeques aos consumidores com tão elevados preços na electricidade que temos de pagar? E agora Pedro, o que é eu faço se tu me mandastes dar ao interruptor para outras bandas? Fazer faísca já eu faço -Protestando!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.