terça-feira, 25 de outubro de 2016

São apenas 719 mil milhões de euros


Caros filhos da nação, acabei de saber que no passado dia 31 de Agosto a dívida total de Portugal ascendia a 719 mil milhões de euros, isto é, se convertêssemos tal descomunal calote em escudos, a dívida seria de 145 mil vezes mil milhões de escudos. Enfim, uma dívida dificílima de liquidar.
Mas voltando à pesadíssima dívida soberana em euros, direi que é equivalente a 395% do PIB (da riqueza anual do país), em que ao sector privado cabe a fatia negativa de 409 mil milhões de euros, ficando o sector público com o remanescente da fatia devedora, que dá 310 mil milhões.
O sector privado, englobando empresas e família, distribui a dívida devedora em 265 mil milhões pelas empresas e 144 mil milhões pelas famílias.
Resumindo: se a dívida em notas fosse colocada no céu que cobre Portugal, viveríamos, por certo eternamente, sem ver o Sol e mergulhados na noite mais longa que todas as noites mais negras que imaginamos existir. Seríamos um buraco negro da nossa perdição colectiva.


José Amaral

1 comentário:

  1. A tristeza invadiu este país, mas, contudo, sempre vamos lutando contra as mais diversas adversidades, porque só há uma vida e essa deve ser vivida conscientemente. Um abraço do Sul ao José Amaral porque, de Norte a Sul, tudo é Portugal.

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.