sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Só vê quem é cego

Ouvi há poucos dias, na rádio, uma boa notícia: os cegos vão poder votar sozinhos  já em 2019 e  pela primeira vez em Portugal,  disse a nova responsável para a Inclusão de Pessoas com Deficiência. Ana Sofia Antunes ficará para sempre na história, como a primeira secretária de Estado cega.
Nunca gostou da expressão invisual. Pretende criar  uma lei de bases da vida independente.
Fiquei a pensar que ela e com certeza tantas outras pessoas cegas lutaram e lutam por exercer o seu direito (e dever) de voto da forma mais «normal» e autónoma possível, fazendo desse ato algo mais pessoal, responsável e confidencial.
Ao contrário, o restante eleitorado tem-se abstido de votar a cada eleição, ficando em casa, comodamente, talvez no sofá a ver na tv programas que não deixam conhecer a realidade e a melhorá-la. Preferimos ignorar o que está à nossa volta, os problemas dos outros.
Não queremos ver.
E fiquei também a pensar enquanto caminhava apressadamente pelo passeio, tateando pensamentos com bengala : e se à frente de cada ministério ou secretaria de estado estivesse um cego? ...

5 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

    ResponderEliminar
  2. Diz-se que as pessoas com insuficiência física desenvolvem outros sentidos como forma de compensar; Desde que a aposta fosse no desenvolvimento dos sentidos positivos, devíamos “ficar” ceguinhos de vez em quando para melhorarmos como cidadãos.

    ResponderEliminar
  3. Publicado hoje, dia 23.10.2016, no jornal Público. Parabéns à Céu, dado que, ultimamente, tem havido alguma dificuldade em inserir no jornal cartas dos leitores.

    ResponderEliminar
  4. Obrigada!!tenho escrito quase nada...por falta de tempo.

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.