sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Trabalho precário ou...



…temporário ou sazonal ou tarefeiro é um contrato de prestação de serviços que existiu e existirá sempre. Podemos incluir nesta área, por exemplo, os nadadores-salvadores, vigilantes de campos de férias, apoios a eventos desportivos. E também em certas industrias como fábricas de refrigerantes ou cervejeiras que durante a época de verão precisam de um reforço de mão-de-obra em certas tarefas. Estas oportunidades são aproveitadas principalmente por estudantes ou trabalhadores agrícolas que têm desocupação coincidentes com a procura das actividades sazonais.
Durante muitos anos havia honra por parte das empresas de publicarem os seus quadros de pessoal e os trabalhadores tinham orgulho no nome da empresa onde trabalhavam. Entretanto apareceu a possibilidade dos empregadores fazerem contratos assim-assim, recibos verdes etc. e estas atitudes desregularam a estabilidade mínima que uma sociedade precisa para progredir.
As empresas não podem e não devem mascarar o trabalho da mão-de-obra que suporta a actividade regular ao longo dos anos com contratos precários criando um mundo sem perspectivas e cortando os sonhos dos nossos jovens se manterem no nosso País e constituírem família. 

Clotilde Moreira
(Publico, 27-10-2016)

2 comentários:

  1. Até havia um certo 'amor à camisola'. Hoje em dia, é usar e deitar fora o TRABALHADOR.

    ResponderEliminar
  2. É o resultado do capitalismo na sua fase superior: monopolista e predadora

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.