segunda-feira, 7 de novembro de 2016

O PLANETA EM PERIGO

O Planeta está em perigo. As mudanças são já tão dramáticas que o UNEP (Programa das Nações Unidas para o Ambiente) reconhece que mesmo que seja possível conter o aquecimento global nos 1,5 ºC não será possível eliminar efeitos que a humanidade sente, sobretudo com a maior frequência de fenómenos extremos- furacões e secas- e com o aumento da temperatura.
Apesar de tudo, o Acordo de Paris para a redução das emissões de gases com efeitos de estufa (GEE) entrou em vigor. No entanto, será necessário avançar mais para evitar uma grande tragédia e reduzi-las em um quarto até 2030. As concentrações de GEE na atmosfera, resultantes sobretudo da queima de combustíveis fósseis (carvão, petróleo), estão a aumentar desde a Revolução Industrial, formando uma espécie de estufa sobre o Planeta, responsável pelo aumento da temperatura. O ano de 2015 foi o mais quente desde que há registos e os primeiros oito meses de 2016 foram-no ainda mais.
Ainda está nas nossas mãos salvar a Humanidade e o Planeta. Se abandonarmos a paranóia do crescimento pelo crescimento, a economia do lucro, da exploração, da rapina, se vivermos em harmonia com a natureza e com os animais, a coisa ainda é possível. Caso contrário, será o fim, a destruição total.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.