terça-feira, 1 de novembro de 2016

OS BOLINHOS

Sinceramente o dia das bruxas não me diz nada...é mais uma das muitas apropriações culturais em que somos pródigos, mais por questões comerciais do que outra coisa qualquer.
Não acho piada e por isso pouco ligo...
Já o "Pão por Deus" ou "os bolinhos, bolinhos à porta dos santinhos", faz parte do meu imaginário, da minha vida, da minha infância e felizmente também ainda da dos meus filhos.
Tradição, cultura, património imaterial, são conceitos que prezo e faço por incentivar, mas que temo que infelizmente possam estarem vias de extinção porque, hoje não tive crianças a baterem-me à porta.
Não vieram e isso entristeceu-me porque pode ser a morte anunciada de manifestações de cultura que ao não serem vividas, se perderão na memoria dos tempos.
Receio que a caça aos Pokêmons e afins estejam a ganhar a batalha e que as imagens que tenho na minha memoria de andar em bando, de saco na mão, livre como um pardal, de porta em porta recolhendo os tesouros com que depois, com os amigos e amigas, se fazia o lanche e a festa, comecem apenas a fazer parte das minhas memorias de criança.
Se assim foi, tenho pena...mesmo muita pena porque sou das que acreditam que estas tradições e vivências contribuem para o reforço das relações de vizinhança, da vida em comunidade e logo para a preservação da cultura e património de um povo.
Já não tenho filhos pequenos mas atrevo-me a apelar a quem tem que não deixe morrer esta tradição - é da nossa identidade e da nossa memória colectiva que se trata e sem ela, atrevo-me a dizer que somos muito pouco.
Um bom resto de semana para todos/as

2 comentários:

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.