sábado, 24 de dezembro de 2016

É preciso fazer alguma coisa!

Há dias, a Dra. Maria Mónica Filomena dizia ao Público que "ainda há pobres a dez minutos de minha casa"...
A pobreza toca-nos à campainha, passa de bicicleta à frente da nossa casa...
Este Natal escrevi um postal para um vizinho com quem troco apenas as palavras «bom dia ou boa tarde». O senhor tinha uma carro muito velho. Um dia, o carro não andou mais a poucos metros de casa e, a partir daí, o meu vizinho, que vive a cinco minutos a pé de minha casa , começou a utilizar a sua bicicleta enferrujada. A sua casa está sempre de janelas fechadas, a entrada suja de folhas, abandonada... Ele vive sozinho. Vou deixar-lhe o postal na caixa de correio. Desejo-lhe um Feliz Natal.
A propósito de fazer alguma coisa.... gostava de lembrar Maria do Rosário Gama (MRG), conhecida pela criação da associação APRe!  
Um dia, MRG, doente e internada para uma intervenção cirúrgica a um carcinoma, pensou "que era imperioso fazer alguma coisa para mostrar a indignação e a revolta dos reformados. Dois dias depois de ter tido alta, falei a duas amigas que me foram visitar da possibilidade de criar um Movimento de Reformado. Não se entusiasmaram com a ideia. Pressentiram que seria um projecto muito difícil de concretizar. No entanto, não se ouvia falar de contestação a estas medidas por parte dos reformados. Era preciso fazer alguma coisa! (...) este movimento surgira de uma forma espontânea". Esta associação nasceu a partir de "pessoas que não se conheciam de lado nenhum".
De um dia para outro, a professora MRG era uma das 100 pessoas mais influentes em Portugal segundo a revista do Expresso de Maio de 2013 (vale muito a pena ler Os Sonhos Não têm Rugas - onde ela, Betâmio de Almeida e Ângela Silva, dirigentes da APRe! falam de histórias vividas e contadas).
Desejo a todos um Santo e Feliz Natal e um ano de 2017 mais proactivo e de iniciativa, no mesmo sentido daquele que Maria do Rosário Gama e tantos outros exemplos nos inspiram e influenciam: «é imperioso fazer alguma coisa". Mas, "fazer alguma coisa", pode ser um pequeno gesto (para começar)!



3 comentários:

  1. De boas palavras e de bons exemplos precisamos todos. Obrigado. Este documento, da Maria do Céu Mota, vem mesmo a propósito, como de costume. Para ela, seus familiares e Amigos, assim como para todos os colaboradores deste blogue, vão os meus sinceros VOTOS DE BOAS FESTAS.

    ResponderEliminar
  2. É com imenso prazer que vejo uma jovem como a Céu trazer a este blogue uma referência ao pensamento seminal que fez a APRe! aparecer na cabeça da Rosário Gama. Sinto-me honrado por ter estado na reunião fundadora em Coimbra e por agora "jogar a dois carrinhos",na APRe! e na "Girafa"! Grande e linda Céu!

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.