segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Ainda sobre as ‘armas de destruição maciça’


Após a sangrenta guerra contra as ‘armas de destruição maciça’, que solenemente afirmavam existir no Iraque, o mundo está pior para se viver em segurança.
O caos global atingiu o pico após o assassinato de Saddam Hussein a 30/12/2006.
O mundo ocidental e os EUA foram e são os principais responsáveis por todo o mal que se instalou globalmente nas nossas vidas.
Bagdade, a misteriosa noiva de As Mil e Uma Noites, agora, não passa de uma viúva de milhares de homens mortos sem saberem lá muito bem porquê, para gáudio supremo dos ‘guardiães do Templo Perdido’, que não passam de abutres sempre à espreita das vítimas por si executadas.


José Amaral

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.