terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Q U A D R A S    S O L T A S

Somos filhos da coragem
Nascemos por acidente
A vida não tem paragem
O viver, é sempre em frente
*
Um amor, um amor firme
Que faz de dois, um ser forte
Tem um perfume sublime,
Exala depois da morte
*
Ao pobre, esmola deste!
Fizeste grande avaria!
Tu, apenas, devolveste
O que ao pobre pertencia!

Joaquim Carreira Tapadinhas, Montijo



3 comentários:

  1. Muito bem, meu Caro Amigo! Gostei das suas quadras.

    ResponderEliminar
  2. Quem sabe, sabe. Parabéns por este momento de poesia.
    Aquele abraço fraternal.
    Mário Jesus

    ResponderEliminar
  3. Muito obrigado aos meus Amigos pelas palavras simpáticas, que sempre animam o nosso ego.

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.