sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Enquanto a Europa treme de frio

Enquanto a Europa treme de frio, a ‘guerra fria’ está prestes a eclodir levando ao rubro forças antagónicas, mas convergentes na hegemonia da dominação da vítima a abater.
E, com o início do reinado trumpista, muita mais moléstia poderá ser aspergida sobre todos nós.
E um pouco por todo o mundo que conhecemos também se vai tentando a muito custo não destapar totalmente a ancestral Caixa de Pandora, pois já existe desgraça suficiente capaz de nos tirar o sono e matar-nos os sonhos de viver.
Que coreanos, chineses, ingleses, russos, franceses, alemães, norte-americanos e outros fulanos saibam ler e interpretar a mesma cartilha, que nos conduza a uma paz duradoura, tendo em conta a pequenez temporal da nossa terrena e curta vida, contida no micro do incomensurável cosmos de todo o espaço sideral.


José Amaral

1 comentário:

  1. Ainda há quem ache, amigo Zé, que o homem consegue concretizar a quadratura do círculo: com multimilionários no governo, gente dos empórios da alta finança, do armamento, dos combustíveis, etc. a prometer reforçar o arsenal bélico ( o ministro da defesa, que lá se chama secretário da defesa, tem por alcunha o cão raivoso) e transpirar soberba e agressividade por todos os poros, ainda há quem ache, dizia, que o homem vai ser o protector dos pobrezinhos e um menino de coro. Tenhamos esperança! Porque o "cavalheiro" vai ter o mundo à perna. A começar lá nos EUA! Este homem pode ser efectivamente um pesadelo...se não for travado!

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.