quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

A CORRIDA

"O cortejo encaminha-se para o letreiro da saída, onde é tal a ânsia de escapar, que os fracos e os indefesos são espezinhados na lama e os seus gritos não se ouvem." (Henry Miller, "Trópico de Câncer")


A vida está convertida numa guerra, numa corrida. Ensina-se a esperteza, a competitividade, o empreendedorismo, a manha. Amigos, amigos, negócios à parte. É a lei do mais apto, do mais forte, do mais frio. É o capitalismo no seu esplendor. Mundo de cães. E, afinal, o que ganham eles com isto? Um lugar no paraíso? A cova coberta de ouro? Não, uma vida de podridão, de ódios. Esses miseráveis fazem os outros infelizes. Impõem a sua fórmula de vida, de controleiros, de polícias. Não deixam que a vida cresça, que o amor cresça. Chacais. Castradores. Não sois dignos da vida.

5 comentários:

  1. Quem ensina a esperteza e a manha?
    O empreendedorismo não tem nada de errado, pelo contrário. O Pedro parece estar a dar o mesmo sentido a palavras tão diferentes... Há muito boa gente que está a ensinar o empenho, o sucesso pelo mérito, a iniciativa, a correção, etc. Mas claro, há muito manha, esperteza, etc... por aí. A quem se refere, Pedro?

    ResponderEliminar
  2. Deixam-me entrar? Este é um texto dos que valem a pena.Pelos vistos a Céu também assim o acha e daí talvez o tê-lo comentado com mais do que uma simples interjeição. Eu por mim acho que entendo muito bem a quem o A. Pedro se refere Aliás, dos poucos textos que li dele no blogue, é aquele que mais fácil foi para mim interpretar. Posso agora manifestar um desejo em jeito de pequena "provocação? Responda por favor, A. Pedro...

    ResponderEliminar
  3. Esqueci-me de dizer ( para não fazer somente figura de "enzima perturbadora") que quem "superlativiza" o empreendedorismo é quem ensina a manha porque... fala do que sabe...

    ResponderEliminar
  4. Cara Céu, o empreendedorismo é uma das faces do capitalismo. Faz parte da competição, do passar por cima do outro, do salve-se quem puder. Obrigado, Fernando, pelas palavras.

    ResponderEliminar
  5. Agora a Céu... se achar por bem. Eu vou já "para cima", publicar uma paráfrase de algo que me chegou ontem depois disto...

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.