terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

A dupla Costa-Marcelo

O caso dos SMS nao abalou, nem beliscou sequer, a coabitação entre Marcelo e Costa, que tem funcionado em pleno. Tanto o Presidente da Républica como o primeiro-ministro sabem, perfeitamente, que é do maior interesse nacional manter um bom relacionamento e disso tem dado provas. A guerrilha institucional, que, felizmente, parece arredada deste novo ciclo, só descredibiliza a política e não serve o país. É justo sublinhar que Marcelo não tem criado dificuldades ao Governo e sabido agir em função do que considera melhor para Portugal. O único reparo que faço é a sua excessiva exposição mediática,  que desequilibra o exercício  presidencial. Só ganharia em ser menos frenético, sem querer estar em todas. Mas ele já disse: cada Presidente tem o seu estilo! O PSD, pelo seu lado, deve ver  que Marcelo não é o Presidente de um partido, mas de todos os portugueses. E há outra evidência, por muito que lhe custe  - a dupla  Costa-Marcelo é bem melhor do que Passos-Cavaco.

Simões Ilharco

2 comentários:

  1. Ora aí está! É melhor a dupla e cada um de per si!

    ResponderEliminar
  2. Penso que já escrevi o suficiente para se saber que não gosto desta gerinconça, sobretudo porque entendo que não se está a resolver o problema da brutal dívida nacional, e o crescimento da economia na casa dos 1,5 %, quando os déficits anuais são sempre muito superiores, estamos a dar passos para o abismo, como em 2011. Dito isto, votei no PR MRS, e não estou arrependido. Apoia o Governo enquanto ele obedecer aos 4 critérios que ele enumerou quando tomou posse. Quando o governo Costa falhar, confio que procurará outra solução. Ele é o primeiro Presidente em democracia que não tem "patrões" ou lobbies a condicioná-lo. E hoje, procede como sempre foi. Não mudou. Só Ramalho Eanes terá tido uma independência parecida, porque dependia algo do sector militar. Os outros PRs tiveram sempre "dependências", que só dificultaram os seus mandatos.

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.