sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

MACACOS ENDINHEIRADOS

Henry Miller transmite-me sabedoria. O homem está a apodrecer, a morrer aos poucos. A ganância, a competição, a inveja, a avareza destroem o coração e a alma. Imbecis como Trump, o capitalismo feroz, os eurocratas, a alienação das mentes, o terrorismo, os desastres naturais, anunciam o inferno. E é melhor que isto rebente de vez. Que venha o novo homem! 
As pessoas estão doentes. Têm umas raras alegrias, é certo. Mas muito fugazes. Geralmente é tempo de obrigação, de castração, de escravidão. Que direito têm esses macacos endinheirados de controlar a vida dos outros? Por que carga de água são tão poderosos? É certo que os dominados, em boa parte, também se deixam dominar. Mas que vida é esta? Sem arte, sem festa, sem sabedoria, sem descoberta. Não é justo. Esses cães querem levar tudo. É podre. É porco. Não é justo.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.