sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

O FIM DO HOMEM É VIVER

O fim do homem é viver. É ser ele mesmo, preservando-se de tudo o que o diminua ou que lhe cause sofrimento. É viver plenamente as suas potencialidades. O maior inimigo está dentro de si próprio, na ignorância que o faz aceitar donos e senhores, segundo Alexandra David-Neel. O homem deve negar toda a autoridade, toda a castração, toda a obediência. Deve viver no amor, na liberdade, na poesia. Deve soltar-se completamente e voar. Deve buscar o gozo, a criação e a sabedoria. Deve abandonar toda a luta pela existência. Deve viver com a máxima intensidade o momento presente, a vida que é sua e só sua.

1 comentário:

  1. Talvez a minha leitura do seu texto, A. Pedro, seja demasiado "chã" mas, como fica todo esse "hedonismo solipsista" na relação com os outros? É que tudo o que somos e fazemos, somos e fazemos... com e no meio os outros.

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.