sexta-feira, 3 de março de 2017

Interrogação


Tomamos conhecimento que o grupo Mercadona – de origem espanhola – vai abrir os primeiros quatro supermercados na zona do Grande Portugal.
Perguntamos: se cada vez somos menos e mais pobres, como é possível existir tanta oferta?

José Amaral

3 comentários:

  1. Mesmo a pouca oferta, que somos, amigo Zé, é cada vez mais para menos. Este grupo Mercadona que eu desconhecia, vai destruir mais não sei quantos micro pequenos e médios comerciantes, tal como os outros grupos que já cá estão destruíram. Pingo Doce, Continente, Mini Preço, Lidl, etc. E mesmo estes grandes grupos, às vezes fundem-se...É o capitalismo, amigo! Na sua fase superior; a monopolista. Os blocos é que não se fundem. Confrontam-se. É a guerra. Já tivemos duas...

    ResponderEliminar
  2. Ao entrarmos na UE perdemos a autonomia própria de um estado independente e cedemos o último poder deliberatório à Comissão Europeia e a outros órgãos afins. Estas grandes superfícies tomaram conta do poder e têm mais capacidade de actuar onde lhes interessa que os naturais dos países. Logo arrasam tudo o que não tiver capacidade de competir e pouco lhes interessa os valores humanos ou os princípios. É a Lei da Selva, que muitos defendem, e da qual, nós cidadãos, não nos podemos defender.

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.