sexta-feira, 31 de março de 2017

O Busto que basta

Cristiano Aveiro, jogador de pontapé na bola e grande produtor de golos, e irmão ainda das ronaldinhas cantadeiras e das coxas grossas, é vaidoso, e por isso paga as estátuas que manda fazer para embelezar a ilha aonde a sua mãe o gritou, sem saber que dali daquele buraco negro e fundo, que é a miséria, saía o mais célebre atleta da Madeira e além-mar. Por uma estátua com 3,40 mts, o clã Aveiro através da carteira de Ronaldo, pagou a módica quantia de 60 mil euros, que foi depositada na avenida e depois deslocada para local talvez mais apropriado. Antes, Cristiano tinha pago uma réplica de outra estatueta feita de cera, por 27 mil euros, para a depositar no seu museu. Agora foi inaugurado no aeroporto da turística ilha, com honras de Estado, mais um busto em bronze, metal muito procurado pelo mercado clandestino para fundição, que está a causar furor. O seu autor, o madeirense Emanuel dos Santos, parece ser o único culpado por tanta vaidade e distorção de valores mais altos. O artista, que apenas seguiu o modelo real e através dos registos que constam por quanto é arquivo e publicação, fez o que tinha a fazer, e reproduziu com o rigor e a fidelidade que estava ao seu alcance. E fê-lo bem. Na falta de Miguel Ângelo, que não estava disponível, e de Júlio Pomar, retirado por falta de visão, o escultor, dos Santos, está agora a ser criticado por não ter feito o Ronaldo Aveiro, parecer-se com Apolo nem com Adónis ou David, nem com Beckham ao menos, mas como ele é de facto, sem necessidade de maior exigência. Júlio Pomar quando fez para a galeria dos presidentes da República, o retrato de Mário Soares, também foi muito criticado, quase ultrajado, mas como era o consagrado Artista Pomar, depressa todos se calaram e olham hoje embevecidos para o retrato a óleo do ex-presidente que já nos deixou, e já lhe encontram qualidades como nunca as tinham visto, e não com o ar de bêbado, como ao primeiro olhar aconteceu. E tal como Mário Soares gostou do que viu na altura, consta que Ronaldo também manifestou o seu gosto pelo trabalho produzido pelo Emanuel, artista da terra. Portanto tudo certo. Parabéns a ambos pela concordância na aprovação obtida. O artista é o menos culpado pelo eco que a sua obra fez estourar, e pelos críticos que nem esculpir um galo de Barcelos conseguem. Ronaldo é um busto e basta. Com ou sem muito caroço, já que "bago", tem ele demais!


Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.