domingo, 19 de março de 2017

OS 38 ANOS DO CORREIO DA MANHÃ

Resultado de imagem para CORREIO DA MANHÃ
A 19 de Março de 1979, sai para as bancas o primeiro número do jornal português Correio da Manhã“. Faz hoje precisamente 38 anos, que se celebram mais um aniversário deste diário matutino português, pertencente ao grupo Cofina, tendo sido fundado por Victor Direito. O “Correio da Manhã”, é um jornal generalista diário português e líder de mercado em Portugal. Tal como os tablóides ingleses, é caracterizado por notícias de carácter sensacionalista. Segundo e de acordo com a Associação Portuguesa para o Controlo de Tiragem e Circulação, o matutino diário Correio da Manhã é, actualmente, o jornal português mais lido e o que tem maior tiragem, estima-se que a tiragem média diária é de aproximadamente de 110.000 exemplares, o que põe o diário da Cofina à frente de outros jornais e revistas de grande informação.
Como leitor-escritor de cartas, (mas devo confessar, não muito assíduo na questão da escrita, e como tal pouco publicável, decerto por ser uma “pena”, muito fraca e pouco prática, para o nível e devido ao facto de haver felizmente para o jornal e para os próprios leitores um maior e mais elevado número de outros escribas, reconhecidamente muito melhores), mas, congratulo-me contudo no entanto neste dia tão especial para o jornal e para os leitores, e tomo assim a liberdade de ter a ousadia de me juntar a toda essa grande equipa, que diariamente, torna possível a saída deste jornal e que traz até nós leitores, as boas e  más notícias que se vagueiam pelo este País e pelo Mundo.
Uma nota menos positiva e um simples e mero reparo, para a secção dedicado aos leitores, na secção “Correio do Leitor, A Sua Opinião”, ser cada vez mais, na verdade, demasiadamente reduzida, para o elevado número de leitores-escritores de cartas, interessados em darem as suas opiniões, no entanto começo a compreender ao longo destes anos e devido à minha idade, e pelo que me venho a aperceber, que cada vez é menos importante para o(s) jornal(is) a participação dos leitor(es), o que é de lamentar cada vez mais esta triste realidade que estamos a verificar, nos nossos dias.
Contudo não quero deixar e desejar ao “Correio da Manhã”, e a todos os que trabalham nessa casa, as maiores felicidades, e, em especial para o seu actual Director Octávio Ribeiro e para o Editor da Secção Correio do Leitor, Rogério Chambel.
Que possam e continuem a ser a voz possível dos leitores dentro do vosso reduzido espaço, pois, tenho vindo a verificar que a nossa imprensa escrita em geral está cada vez mais e lentamente a cortar sorrateiramente o bico ao zé-povinho, o que lamento profundamente.


MÁRIO DA SILVA JESUS

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.